O PRIMEIRO GREnal E A MILIONÉSIMA FALCATRUA

Daqui a pouco a bola rola em Porto Alegre para o primeiro Grenal do ano e o que dominou os últimos dias foi a falcatrua (quiçá a milionésima) dos vermelhos e não o que acontecerá em campo. Teremos um Gre-nal recheado de polêmicas e considerações sem sentido, de vez que, em campo, sabemos o que acontecerá: a VITÓRIA DO GRÊMIO.

Sim, nosso time fez um trabalho continuado e que tem como foco a busca da vitória sempre, sem acadelamentos, sem “regulamentos sob o braço”, sem “jogar por uma bola”. O Grêmio sepultou o sinpof, o que foi extremamente benéfico, e isso causa o furor na Província de São Pedro. As harpias anacrônicas da IVI, Justo Guerra e Pedro Legado, o Jabba, em primeiro lugar, abominam os gols. Querem o aipim na área e o calção sujo de barro. Até porque isso é o que há para times inábeis tecnicamente, o que melhor define o atual time nosso adversário, outrora rival, hoje sombra patética que soçobra na incompetência atávica (amém) de seus dirigentes.

Aliás, aqui uma pausa. Um breve parênteses. Primeiro para falar de Pedro Jabba. Há ano e pouco atrás, aqui no Hospício lançamos uma coluna-pedido: vaiem o Pedro Legado. E hoje, assim, renovamos o pedido. Quando Pedro Jabba Ernesto Denardin chegar à Arena, que ele sinta que não é bem-vindo. Sem xingamentos ou violência, toda vez que alguém o vir, VAIE FORTE. Não dêem entrevistas aos microfones da Gaúcha, apenas digam
“ Pedrernesto não é bem-vindo aqui ” .

Outro parênteses é sobre a atitude deselegante do presidente deles que, mostrando o boca-aberta que é, provocou e açulou. Queria provocar cizânia. Nós estamos, assim, denunciando a possível incitação à violência da diretoria dos morangos. Partilhem o quanto puderem. Quanto tempo levará para que Pedro Jabba Ernesto venha cacarejar ao microfone que estamos tentando “condicionar a arbitragem”?

O jogo será truncado, infelizmente. Isso porque, como incompetentes tecnicamente, restará aos volantes pés-de-boi que eles têm e aos zagueiros-cones que são ídolos da imprensa vermelha, partirem para a pura e simples agressão, até porque vimos que isso é institucional, conhecemos o histórico em Gre-nais com aquela leniente arbitragem humana. Não falaremos da abjeta atitude do treinador colorado para o Grenal de 18 de março de 2018 (lembram? Mandou caçar o Luan em campo), posto que excessivamente debatido, só rejeitaremos imediatamente a alegação, rapidamente assumida por Diori Melancia (aquele que se diz verde por fora – afinal afirma ser palmeirense – mas é vermelho por dentro) de que tudo seria uma brincadeira. Brincadeira, Srs? Este tipo de “brincadeira” vitimou o Bolaños.

O que nos inquieta muito é que o juiz hoje será Daronco . Um árbitro muito humano. E isso mesmo com o VAR, porque, em pensando quem operará o apito e o VAR, mesmo o auxílio do vídeo não impede a aludida operação. Tudo depende do caráter de quem opera o sistema. Tornando à partida, porém, ela será truncada, repetimos. Será violenta. E tememos a complacência da arbitragem. Afinal, nós temos a perder (a Libertadores está aí).

Sobre o choro dos colorados e os “reservas”. Eles querem criar factóide porque foram vítimas da própria incompetência. Sim. Ao desistirem do efeito suspensivo (o que lhes terá passado na cabeça? O que estava armado?), a punição sobreveio para imediato cumprimento. Qualquer boçal sabe disso. Imagine lá no Coletivo de. Ora! Ao que nos parece, quiseram um golpe que não deu certo e, sabendo que perderiam a partida de hoje, inventaram essa problemática para dizerem que, quando perderem, o fizeram de propósito etc. Vamos mais longe: vimos uma série de “dirigentes” e torcedores colorados pedir que o Grêmio também “abandonasse” a competição. Ora. Que atitude interessante. Quando nós denunciamos, no passado, os desmandos (verdadeiros e comprovados) da FGF, eles fizeram ouvidos de mercador e inticavam, riam-se e faziam pouco. Por que não houve apoio então? Querem agora o que se recusaram a fazer então? Sinceramente, institucionalizaram o arrego. Clube arregão. Ponto. É a milionésima falcatrua.

Esperamos, sinceramente, que isso tudo não passe de conjecturas e que tenhamos logo mais um jogo de paz e sem incidentes maiores, intra ou extra-campo. Com uma certeza, no entanto, vitória incontestável do Grêmio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: