O DILEMA DE BAR DA LIBERTADORES

Hoje é dia de Grêmio na Libertadores. Todos nós gremistas arrastamos, escravos do relógio, aquele dia que parece que jamais terminará, no aguardo daquele que é o grande evento da semana, mesmo quando o tal espaço de tempo engloba Grenal e praia, no meu caso.
A Libertadores é diferente…é um ambiente único. Anos atrás, em um almoço, conversei com um moço humilde, outrora defensor nosso, na década de 90. Dizem que é gremista, mas enfim, já jogou por aqui e ganhou alguns títulos. Quem me conhece sabe de quem falo.
Após algumas taças de vinho, me encorajei a peguntar-lhe: “o que tem de tão diferente essa tal Libertadores além da vaga ao Mundial, que atualmente é, na verdade, um miserável torneio de verão pra nós?”
Foi uma resposta curta, de acordo com seu feitio: “Só quem já jogou uma Libertadores sabe…não adiantaria te explicar”, e arrematou “já foi melhor, mas continua sendo Libertadores.” É a concentração nos dias que antecedem o jogo, é a adrenalina do estádio, em especial na Argentina e no Uruguai, aonde você sequer sabe se verá sua família novamente, ou se poderá jogar o restante da temporada (tudo depende da gravidade da lesão), fatores extra campo nem sempre noticiados por nossa gloriosa imprensa…
Hoje, ao adentrar o estabelecimento aonde adquiro meu almoço uma vez por semana, fui interceptado por um daqueles colorados chatos e sem noção. Chamou-me para um canto, e com a destreza satânica que só eles possuem, resumiu seu pensamento de secador:
“Se vocês perderem ou empatarem hoje, estão fora da Libertadores…tu sabe disso né?”
Minha resposta foi breve: “Sim, e nós gremistas preferimos assim. O calendário fica mais folgado, e de mais a mais, quem precisa correr atrás é quem tem menos Libertadores que nós. O Brasileirão estava fácil pra vocês que nem time tem, e quando só tinham isso pra jogar… mesmo assim patinaram e não chegaram nem perto. Imagina pra quem tem o elenco e o futebol do Grêmio hoje? Vamos cair fora dessa porcaria mesmo, só pra ganhar o Brasileiro!”
Com bochechas atorrantas, o moço deixou o estabelecimento. O dono do local, gremista de oito costados, me falou na passada: “estava na hora de alguém colocar esse mala no seu lugar!”
Mas o fato que foi uma simples resposta a uma provocação, me fez refletir. Acho que passaremos em primeiro do grupo sem sustos, inclusive com uma vitória contundente na noite de hoje.
Mas hipoteticamente, caso não acontecesse uma classificação, o que aconteceria com o Grêmio?
Brasileirão!
Chovendo no molhado, vou fazer uma análise meio que surreal, mas necessária.
Uma queda na Libertadores nos abriria o caminho pra minha obsessão, e de muitos Gremistas: vencer um Brasileiro na era dos pontos corridos!
Além do título inédito nesse formato, cairia por terra mais uma corneta tal qual caiu o Tinga simulando pênalti em 2005: “Nunca vão deixar um gaúcho ganhar nos pontos corridos!”
Mentira!
Sei que é muito pouco pra alguém olhar o lado bom de tudo, mesmo nas tragédias. Mas pensei hoje, naquele diálogo idiota com um qualquer: “Caímos na semifinal pro River, ficamos em 4º no Brasileiro com os reservas… se caíssemos antes, como teria sido a história do certame nacional?
E se no Mundial caíssemos pro Al Ain, tal qual o time do Muñeco, qual o tamanho do fiasco? Mazembe?
Pois é…acho que os deuses do futebol é que traçam os caminhos…mas um papo de boteco às vezes gera reflexões.
Vamos vencer hoje, e vamos nos classificar ao final da fase de grupos, não resta dúvidas. Mas hoje parei pra pensar até aonde isso é bom. E ao final da reflexão, senti o sangue adoçar. Não pela taça de vinho de cada refeição, sagrada em minha mesa. Mas pela certeza de que, após tantos anos, um jogo de Libertadores passou a ser apenas mais um.
Um jogo que pode valer o título nacional que tanto sonho há tantos anos.
Finalmente um jogo do Grêmio me fará feliz na vitória, no empate, e na derrota.
Como é bom torcer pro Grêmio do Renato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.