LUAN

Não dá para o assunto ser outro hoje: a saída de Luan do time, sua venda para o Corinthians.

É claro que eu lamento. Como lamentei as saídas de outros ídolos: Tarciso, Renato, De León, Jardel, Paulo Nunes, Ronaldinho (que era ídolo quando começou suas trairagens) …todos foram embora um dia. E o time sobreviveu. Parafraseando Érico Veríssimo: uma geração vai, outra chega, o time permanece.

Depois da tragédia do 5 a 0 eu comentei, na rádio, que o time montado em 2017 por Felipão e Roger (e aperfeiçoado por Renato) tinha acabado, e que outro ia surgir. Aquela equipe foi montada em cima das qualidades de Luan, sua inteligência, sua capacidade de quebrar linhas, ele era o fiador do esquema. Bom, sem ele o time vai ter que reaprender a jogar. Achar outras soluções, outras maneiras de atacar. Adaptar outro jogador ali (no momento, sem as contratações, os candidatos são Patrick e Jean Pierre), ou simplesmente mudar o esquema.

No mais… aqueles que viram Luan jogar terão assunto para comentar com seus filhos e netos. Se tornou mais um na linha de grandes camisas 7 da história do time. A não ser que resolva jogar no time do aterro Luan vai ser ídolo para sempre. Quando vier jogar aqui vai ser aplaudido, seu rosto vai virar bandeira das organizadas… deixou seu nome na história do time.

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.