Grandeza é o nosso sobrenome

Foi uma semana agitada para o Grêmio. Além dos ânimos mais calmos por causa da grande vitória contra o Galo.
Nada como uma vitória para ajeitar a casa, ou dar mais tempo para ajeitar.
Essa semana o tricolor fechou a negociação com o Santos pelo David Braz, colocando o jogador Marinho no negócio.
E é sobre os comportamentos distintos de cada parte que eu quero falar agora.
Uma das coisas que mais amo no Grêmio é o seu caráter institucional e fidalgo em todas as relações.
Nosso clube na maioria das vezes sabe como se portar, como agir em momentos bons e nos ruins, sabe cobrar as coisas com elegância (vide Conmebol), aposta no ser humano e valoriza quem valoriza o clube.
Sendo assim, a pedido do Renato, trouxemos o Marinho. O homem gol sabia que poderia extrair um bom futebol dele. E sempre o protegeu. Mesmo vendo a deficiência tática em campo, Renato apostou nele.
No início do ano, o que ele fez? Aquele vídeo dizendo que queria ir pro Flamengo. Ingratidão? Imaturidade? Brincadeira de amigos? Não percebemos os sinais ali. Ou percebemos. Mas apostamos que o Grêmio saberia agir da melhor maneira. E assim o fez. Deu mais uma chance, apostou no jogador e na possibilidade de dar a volta por cima. É assim que nosso clube age.

Marinho teve dezenas de chance de se firmar no time titular. Mas não deu liga. Não conseguiu corresponder em campo em jogos cascudos, onde precisávamos de mais obediência tática. Ainda sim, sempre foi alternativa nos jogos.
Enfim, veio a negociação final e ele se apresentou ao novo clube. E para nossa surpresa, na verdade não nos surpreendemos muito, ele fala coisas contra o clube que apostou nele, e principalmente contra o técnico que o bancou tantas vezes, e fez a torcida perdoar a gafe do início do ano. Por óbvio, perdoamos pelo Renato.
Ingratidão, falta de caráter, imaturidade. Não sei. Mas tenho a nítida impressão que existe um filtro natural no clube. Quem não tem a grandeza para vestir a camisa tricolor, não vinga muito tempo.
Que o Grêmio continue a nos dar orgulho fora de campo.
E que hoje, faça uma partida de gala, para irmos atrás de um dos objetivos do ano.
Daleeeeee

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.