DE ONDE VIEMOS E PARA ONDE VAMOS

Uma carta de apresentação dos internos do Hospício Tricolor

Vivemos em uma realidade e negá-la é apenas para os tolos, ou para pessoas que sofrem de algum tipo de alienação mental patológica.

Não somos tolos.

Há muito acordamos para a realidade da [simple_tooltip content=’Retirado do filme MATRIX

Neo: O que é a Matrix?
Morpheus: Você quer saber o que é a Matrix? Matrix está em toda parte… é o mundo que acredita ser real para que não perceba a verdade.
Neo: Que verdade?
Morpheus: Que você é um escravo, Neo. Como todo mundo, você nasceu em um cativeiro. Nasceu em uma prisão que não pode ver, cheirar ou tocar. Uma prisão para a sua mente..’]MATRIX[/simple_tooltip], trazidos pela [simple_tooltip content=’

Retirado do filme MATRIX

Morpheus para Neo:
Esta é a sua última chance. Depois disto, não há volta. Se você tomar a pílula azul – a história termina, e você acorda na sua cama acreditando no que você quiser acreditar. Se você tomar a pílula vermelha – você continua no país das maravilhas, e eu te mostro o quanto o buraco do coelho é profundo. Lembre-se: Tudo que estou oferecendo é a verdade. Nada mais.

‘]“Pílula Vermelha”[/simple_tooltip] de pioneiros admiráveis como o CornetadoRW, o Blog do Mosqueteiro, Ico Roman e outros, que pagaram um alto preço por este pioneirismo: tornaram-se malditos. Se quiser saber mais da maldição dos gremistas que engoliram a “Pílula Vermelha”, [simple_tooltip content=’

Para exemplificar o que é “a maldição” dos BLOGS GREMISTAS, nos permitimos utilizar o depoimento de um famoso blogueiro da tricolorsfera. Como não pedimos autorização, evidentemente não identificaremos a pessoa.

“…o Blog é maldito. Também se poderia dizer, floreando o discurso, que é mal-assombrado!
Me acompanhe enquanto explico melhor, apesar de vocês já saberem o motivo (que é o motivo pelo qual nos lêem).
É um blog de contra-cultura! Não estamos do lado da mídia, dos “formadores de opinião” e do establishment. Ao contrário, contestamos todos e expomos suas contradições. Ao desnudar a ideologia da mídia, nos tornamos malditos, leprosos e contagiosos.
Para lhes dar um pequeno exemplo, ofereci propaganda para um estabelecimento que frequento que inicialmente se interessou muito, diante dos acessos que apresentei. Nos dias seguintes me informaram que declinavam da oferta, já que o Blog “fala mal da imprensa, onde anunciam e que temem se indispor”.
Esta é a realidade em todas tentativas de obter publicidade ou patrocinadores. As pessoas e empresas TÊM MEDO ou TEM RELAÇÕES.
Outro detalhe, este sem relação com monetarização: O Blog e seus colaboradores sofrem bastante por serem contra-cultura e malditos, também em outras áreas. Não vou alongar demais, mas entre outras coisas tivemos já o conteúdo hackeado (feliz de quem tem backup), e sofremos campanha difamatória de importante jornalista. O resultado disso são centenas de pessoas que ouvem, acreditam nas mentiras e, indignados acusam-nos daquilo que o sujeito diz que somos. Para cada um que entra em contato (e para os quais demonstramos a verdade), são inúmeras pessoas devem pensar o mesmo, minando nossa credibilidade. E por aí vai.”

‘]clique aqui[/simple_tooltip].

Se tolos não somos, talvez sejamos doentes mentais. Alienados. E por isso fundamos o HOSPÍCIO TRICOLOR, onde todos são Loucos… pelo GRÊMIO.

Evidentemente neste trocadilho existe uma parte da resposta da primeira frase deste texto. Não podemos negar a realidade.

E a realidade, por contraditória que possa parecer, é que a torcida do Grêmio sendo a mais fanática e a maior, é absolutamente desassistida e sem representação suficiente. Perante o Estado e perante o 4o. Poder que é a mídia, o GRÊMIO é definitivamente mais fraco que o adversário. Se quiser saber nossa teoria sobre isso, [simple_tooltip content=’

Adversários tentando ser argutos, inclusive aqueles na mídia “isenta”, eventualmente contrapõem que sustentamos que a torcida gremista é bastante maior do que a do adversário (fato apoiado em grande número de pesquisas científicas), mas que na mídia e em órgãos do Estado, os outros são a maioria.

É uma contradição apenas aparente, e não verdadeira. É verdade que muitos destes que estão na mídia agora em posições influentes, e também no Estado – são crias dos anos 70. Portanto possuem maior possibilidade de serem torcedores adversários (uma vez que foi um período de hegemonia deles).

Mas a questão não é absolutamente esta, porque mesmo assim teremos mais gremistas em número absoluto.

Não reclamamos destes números absolutos, porque eles na verdade desimportam. Tanto os gremistas quanto os adversários nestas posições deveriam agir com isenção verdadeira, e aqui reside o fato. Eles não agem. Desrespeitam suas próprias profissões em razão de um clubismo equivocado.

Claro não temos a intenção de dar palavra final sobre o assunto, e posteriores estudos psicológicos e sociológicos deverão ser feitos, apurando se a mentalidade de “clube à sombra” deles é responsável por este agir, ou outros elementos. Deixaremos em aberto aos especialistas.

‘]clique aqui[/simple_tooltip].

Os exemplos são inúmeros de influência do adversário nas várias camadas do Executivo, Legislativo e Judiciário. E são também inúmeros os exemplos de perseguição destes ao GRÊMIO.

Perante a mídia, englobando TV, Jornais e internet, a situação é idêntica e todos conhecem a expressão IVIImprensa Vermelha Isenta, cunhada à ferro e fogo pelo CornetadoRW. Se quiser saber mais sobre isso, [simple_tooltip content=’

Para quem não acompanha as redes sociais, pode parecer estranho eventualmente a quantidade de vezes em que o Grêmio é manchete na imprensa de forma negativa.

São muitos exemplos de um jogador qualquer que passou pelo Grêmio por alguns meses e logo se foi, mas quando envolvido em algo vexatório é referido pela mídia como “Ex-Grêmio”, fato que não ocorre em situações idênticas com o adversário. Teorias das mais absurdas logo pipocam.

Ao mesmo tempo, casos comentados globalmente como o dopping e a prisão de um funcionário que traficava em pleno estádio deles, não gera qualquer sobrancelha levantada.

A invasão do estádio deles sobre a calçada e a rua públicas, somente geraram manchetes de “integração inédita”, ressaltando o “positivo” em algo que deveria ter sido obstaculizado pelas autoridades (experimente fazer integração inédita invadindo a calçada na sua casa…). Já na Arena noticiavam problemas com funcionários e até exibiam preconceito contra os nordestinos que vieram lá trabalhar, logo seguido por providências enérgicas das autoridades.

Enquanto isso, tivemos jogos no outro estádio com rachaduras, com pedaços de concreto soltos espalhados… Tudo devidamente amenizado pela Mídia e tolerado pelas autoridades.

O próprio adversário recebeu doações importantes do Estado (falido), quando conselheiros seus provisoriamente assumiram cargos que permitiam… E também deixaram de ressarcir o Estado por gastos que deveriam, tudo sob o olhar complacente de funcionários públicos que teriam o dever de obstar tais abusos.

O que se falar da perseguição de certo juiz especializado e seu par no MP, ambos identificados com o adversário, que proporcionaram nos últimos tempos ações e decisões vexatórias… E as “normas” criadas pelos Bombeiros para a Arena, e “esquecidas” no outro estádio. Enfim… Os exemplos preencheriam um livro.

‘]clique aqui[/simple_tooltip].

Falamos neste contexto que forma nossa realidade para justificar a própria existência do Hospício Tricolor. Como dos oceanos primordiais surgiu a vida (ou do barro, ou nascido do Deus Guaraci ou qualquer outra tradição mitológica-religiosa), nós do Hospício nascemos do referido oceano de iniquidade vermelho, para suprir a lacuna deixada pela mídia “isenta” e informar, divertir e defender o GRÊMIO – e sua TORCIDA. E mais, para FISCALIZAR a mídia e o Estado.

Mas ao contrário daqueles a quem criticamos, temos PRINCÍPIOS. Estes princípios nos limitam, evidentemente, mas também nos protegem. Acreditamos no caminho da honestidade.

Assim entendemos que o adversário não é um inimigo. Muito menos a sua torcida. Entendemos que a mídia e o Estado, mesmo quando agem de forma parcial, não são inimigos. São ADVERSÁRIOS. E assim seremos impiedosos na crítica à todos e vamos demonstrar cabalmente seus erros. Usaremos o humor, a ironia e a acidez, mas vamos poupar a todos de ofensas baratas e agressividade gratuita. Somos humanos, e também vamos errar. E aceitaremos com gratidão as eventuais correções.

Nosso objetivo é que todos sejam tratados com a devida JUSTIÇA e EQUIDADE. Queremos o Estado isento e cumprindo seus deveres, não queremos favores. Queremos a mídia nos trazendo fatos reais, e opiniões equilibradas. Queremos que tenham humor também conosco, e aceitamos (assim como fazemos), o deboche com bom-senso, desde que exista para ambos os lados.

Não temos nenhuma fórmula mágica para atingir estes objetivos, e temos as mesmas dúvidas que vocês. Questionamos se é possível equilibrar a balança, sem sermos nós mesmos desequilibrados. Mas em nosso caminho apostamos na vitória JUSTA diante da adversidade. Afinal não é atoa que somos GREMISTAS.

A Equipe do HOSPÍCIO TRICOLOR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.