UM VELHO CORNETEIRO

“O que aconteceu com nosso time ontem? Barbaridade!”

Foi essa a primeira frase que meu avô dirigiu a mim na última quinta feira.

“Como assim, Vô? O empate com o Aimoré? Bah, segundo jogo da temporada… time reserva, fase de testes… vamo dá um desconto!”

“Que desconto nada, são muito ruim! Tá louco…”

Ah… Que tremendo privilégio poder compartilhar esses momentos com o véio responsável pelo meu gremismo. São 83 anos de muita corneta, muita reclamação e, acima de tudo, muito amor pelo Tricolor. Já contei um pouco sobre ele nessa coluna.

O que eu não tinha dito era que ele tem essa tendência natural à cornetagem. Conversando com outros internos nos nossos Mates de fim de tarde na sala de estar do Hospício, descobri que muitos outros também têm ou conhecem vovôs parecidos: gremistas até o último fio de cabelo e corneteiros até dizer chega.

Eu acabo levando sempre pro lado mais divertido. Dou risada das cornetas do meu querido avô. Até entro junto na brincadeira, principalmente quando o alvo é a Seleção Brasileira que ele tanto ama.

Aliás, nessa mesma noite, saiu o sorteio da Copa América 2019. Grupo do Brasil: Venezuela, Bolívia e Peru. Mais fácil impossível. E o véio? “Ainda vão dar um jeito de cair fora, esses podre!”, seguido por risadas prolongadas.

A corneta no Grêmio é algo exclusivo dele na nossa família. Agora, a zueira pra cima da coloradagem… nessa tá todo mundo junto.

“Opa, vou colocar no canal do jogo deles, já deve ter começado”.

“Boa, vô. Vamos dar aquela secadinha básica…”

Minutos depois, gol do binter (gol contra, diga-se de passagem).

“Ah, que jogo ruim. Não vou perder tempo vendo esses podre.”

“Isso aí vô, muda esse canal, vamos falar de outra coisa…”

Alguns minutos depois…

“Vamos ver como tá o jogo deles, meu neto?”

“Vamos, coloca lá.”

Gol do Pelotas.

“Opa, agora o jogo ficou bom! Até vou ficar acordado pra ver o resto!”

E assim demos mais umas belas risadas. Me despedi dele, porque a viagem de volta era longa.

Uma hora depois, ao chegar em casa, ligação do Vô:

“Eles tomaram outro! Vão perder, esses podre! São muito RRRRRuim!”

Hahahahaha. Obrigado, Vô. Obrigado por tudo. Eu sou um baita privilegiado.

Saudações!

FRANZ CISCO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: