Um Louco In Loco – O Dia D

Enfim, chegou a final!

 

Rafael Forace – Twitter: @foragi

A euforia que estávamos nos últimos dias se transforma em apreensão e ansiedade.
A torcida do Grêmio presente formada genuinamente por gremistas da vida toda. A dos espanhóis reforçada pelos árabes que torcem mais para o CR7 do que pelo time.

Sobre o jogo e estratégia não vou comentar porque certamente alguém tem a sua opinião e o propósito agora não é a discussão.
Costumamos dizer que a sorte acompanha quem trabalha, mas no futebol existe a “sorte de campeão”.

Tivemos sorte de campeão na Libertadores, por exemplo, quando o Grohe fez a defesa do século contra o Barcelona e outra no primeiro jogo contra o Lanús. Todo time campeão tem. E foi também pela sorte de campeão que o Real nos ganhou. Foram 3 sortes mais precisamente:

1- lesão do Arthur na final da LA, 15 dias antes do jogo.
2- impedimento no segundo gol do Al Jazeera, quando o camarada que fez o gol poderia ter sido um pouco inteligente e cuidar para correr ao lado do que deu a assistência. Ele teria feito o gol mesmo assim!
3- uma cobrança de falta que normalmente bateria na barreira, passou por ela numa ação amadora do jogador mais experiente do Grêmio.

Evidentemente que diversos outros fatores fazem do Real Madrid o melhor time do Mundo, mas mesmo eles precisaram contar com a “sorte de campeão” para nos derrubarem.

No Mundial, não tivemos a sorte que nos deu o Tri.

PS: Salve Geromel e Kannemann, a melhor dupla de zaga que já vi na vida. Pararam simplesmente o melhor do Mundo. Não há ser humano que os façam fraquejar.

Imagem By Rafael Forace
Imagem By Rafael Forace
Imagem By Rafael Forace
Imagem By Rafael Forace

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: