PERSONA NON GRATA

 Pedro Legado mentiu. E se ele mentiu, não pode ser admitido no seio da nossa casa.
E nós começaremos com uma constatação simples e direta: o Sr. Pedro Ernesto Denardin é inimigo do Grêmio e, como tal, deveria ser banido da Arena, dos treinos, das coletivas. Ele deve ter o acesso proibido. Simples assim. Exemplos abundam no futebol brasileiro e mundial, em que se afastaram pseudo-jornalistas mal-intencionados do convívio com o clube e com os atletas. E não se deixem enganar pelos gritos de “censura” que bradarão esses pulhas. É algo completamente diferente, é ato de preservação do clube. Estar-se-á proibindo o acesso da figura Jabba Salmão Denardin, não as empresas para as quais ele trabalha. Basta que essas enviem profissionais mais qualificados.
Teríamos milhares de exemplos para dar ao longo dos anos. Ficaremos, porém, apenas com os últimos dez dias. Jogo contra o Pachuca. E Jabba Ernesto usou diversas vezes na transmissão o termo pachucaço, a todo momento trazendo à luz seu desejo de que fossemos derrotados, chegando a mencionar que era isso o que queria boa parte da torcida gaúcha, até que nosso gol sepultou-lhe a alegria, quando ele, imediatamente, passou a falar na “vitória magra”. Acaso essa é a postura que se espera de um jornalista?
 E sua atitude reprovável em relação à correta atitude do Grêmio de contestar o que está errado? O Grêmio foi à CONMEBOL defender seus legítimos interesses, em uma atitude correta, por causa da arbitragem.   Vimos, então, Jabba Ernesto escrever que o Grêmio tem uma “tradição” de reclamar à toa e que isso prejudica o clube. Evidente que ele não se referia à questão da confederação sul-americana, mas, sim, era uma defesa de seu fornecedor de salmão, o presidente da FGF, já que o Grêmio tem, finalmente, marcado posição ante à incúria de Noveletto.  Pedro Ernesto só tem dois interesses na vida: os seus e os seus. E essa defesa de estipêndio passa por defender com unhas e dentes o dirigente da FGF, logo, ficar contra o Grêmio. Eis mais uma razão para alijá-lo do convívio Tricolor.
Arrotos do Mortadela
Arrotos do Mortadela
Ah, e já esquecíamos de comentar que a verdade e os fatos desmentiram o estremecimento com a Conmebol, porque o Grêmio solicitou o adiamento do primeiro jogo da Recopa e isso foi consentido. Conclusão inexorável? Pedro Legado mentiu. E se ele mentiu, não pode ser admitido no seio da nossa casa.
Mais grave. Pedro Ernesto está querendo desfazer do título Gremista da Libertadores da América 2017.  Escreveu perguntando se, na LA 2018, o Grêmio não enfrentaria times de tradição. O que ele quer dizer com isso? Nem se dêem ao trabalho de tentar entender. Ele deseja somente desmerecer o nosso título desse ano. Quando menciona continuar a não enfrentar, está querendo fazer alusão aos que enfrentamos em 2017. O que ele escreveu é pura tautologia.
  Como assim? O que seria o Botafogo, por exemplo? E o próprio Pedro Ernesto declarou que o Botafogo “tinha mais chances” de passar. Ou seja, derrotamos o time que eles diziam ser melhor. E os demais “tradicionais”? Foram derrotados por nossos adversários, como o River que foi goleado pelo finalista Lanús. Conclui-se que o Grêmio enfrentou o que havia de melhor no momento. Futebol é momento. Para raiva dele, somos campeões da América e nada ele pode fazer para mudar isso.
Arroto do Mortadela 2
Arroto do Mortadela 2
Por isso tudo eu digo que não podemos permitir mais que ele frequente a Arena. Ele não merece nosso respeito ou atenção. Por favor, Gremistas, não repliquem o que ele diz ou escreve. Ele é anti-Grêmio! Por isso, ele deve ser simplesmente banido da Arena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: