O que estava faltando

Depois de ontem não tem mais esse papo.

Em todo esse período começado em 2016, desde que retomamos o caminho dos títulos, estava faltando alguma coisa. E eu não conseguia entender o que era… ganhando de nosso querido arquirrival eu descobri: faltava uma goleada indiscutível prá poder encarar os vermelhos de cima a baixo e poder dizer, sem medo de ser feliz, que nosso time é muito melhor que o deles.

Sim, no meu íntimo eu sabia disso, não tinha a menor dúvida… mas faltava a comprovação acima de qualquer suspeita. Faltava o jogo indiscutível, que não poderia ser desmentido por ninguém. ‘E o 5 a 0, e o Grenal do Trator’? Foram antes. A gente ia flautear e eles perguntavam sobre os nossos títulos. E no segundo jogo citado sempre falavam que ‘foi um jogo equilibrado, vocês tiveram sorte, se entra a bola tal o jogo empatava e o resultado era outro’… Depois de ontem não tem mais esse papo.

E ainda tivemos algumas coisa que não tem preço. A torcida gremista tem adoração por Jael desde que ele não fazia gols, perdia bolas bobas e só brigava. Já a imprensa… debochava, ironizava e desprezava. Vimos o resultado ontem. E a empáfia continua: um anão de voz fina desdenhou o golaço dele na coletiva. Como se adiantasse alguma coisa.

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Hoje a imprensa finalmente começou a falar as coisas do jeito que elas são, que o time do Grêmio é muito melhor que o do colorado. Precisava esperar dois Grenais prá chegar a essa conclusão? De um lado o campeão da Libertadores e da Recopa, do outro o (então) líder do 9lettão, que conta com a complacência dos juízes para baixar o sarrafo… e a vantagem é do segundo, pois está ‘num momento melhor’, está ‘mais motivado’ (porque Gauchão é o único título que poderá ganhar esse ano, mas isso não é dito)… mesmo depois do primeiro Grenal, quando o Grêmio fez dois gols e tirou o pé, seguiu esse papo… bom, que sigam na bolha eternamente. Que fiquemos na parte de cima da gangorra por muito tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: