O MORTO DO CRUZEIRO, OS BRUNO SONECA E O CINCO A ZERO

Que semaninha mequetrefe. O que escrever nessa minha tão valiosa coluna?

Pensei em escrever sobre o morto do Cruzeiro.

Pensei em escrever sobre os aborrecimentos da relação Grêmio/Brasileirão.

E também pensei em escrever sobre o #5a0Day, data linda que comemoraremos amanhã, 09 de agosto.

Pois o quê resolvi? Resolvi falar de tudo isso, mas de forma sucinta para que tu, Gremista da mais alta estirpe, não perca muito do teu precioso tempo.

Sobre o Cruzeiro: posso afirmar que seus torcedores não sentirão saudades daquilo que eles ainda não viveram. Aquilo que os moranguinhos viveram em 2016, sabe? É… o caminho tá muito bem traçado, os protocolos todos estão se preenchendo.

“TIME GRANDE NÃO CAI” -> ERROR 404.

Sobre cair… brinquei no último #SaladoHospicio que a única forma de nós gremistas sentirmos emoção no Brasileirão 2019 é se perigarmos a zona da degola.

Por quê? Porque só não vê quem não quer que o Grêmio não tá dando a mínima pra esse campeonato.

E o Grêmio só tem jogado de verdade quando vira questão de honra, de mostrar seu valor. Quando o jogo é meia boca, o Grêmio vira um amontoado de Bruno Soneca.

Jogar o Brasileiro assim “dá pro gasto”? Até dá, mas… o Grêmio é grande, né? Não deve se contentar com a mediocridade. Aliás, ninguém deve.

Como escreveu o dramaturgo britânico Robert Browning, em 1855: “O esforço de um homem deve exceder o seu alcance. Senão, para que serviria o céu?“.

Esse tal de Cisco anda reflexivo…

Pra fechar, então, o #5a0Day. Onde você estava em 09/08/2015? Como comemorou? Seríamos capazes de aplicar mais 5 neles uma hora dessas? Como seria legal repetir a dose nos matas da Copa do Brasil ou Libertadores…

É o Grêmio e não adianta. Abração, Cisco.

Um comentário em “O MORTO DO CRUZEIRO, OS BRUNO SONECA E O CINCO A ZERO

  • 9 de agosto de 2019 em 16:49
    Permalink

    Irmão, já que tu perguntou, se o Grêmio fazer 5, leva 6, é o momento atual, deles e nosso! Sabe aquela tirada sensacional que diz: “Políticos e fraldas devem ser trocadas seguidamente, e pelos mesmos motivos!” Pois eu acho que se aplica também a diretoria de clubes e técnico de futebol, e lá no Grêmio já passou da hora.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: