Volódia – Interno Russo

De Bagé para Bagé mesmo…

Volódia: Sujeito másculo nascido e criado na fronteira e, portanto, um fronteiriço. Claro que no seu caso fronteiriço também se aplica à saúde mental… Dizem que quando era bebê caiu em um caldeirão onde tinha sido desmanchada uma coleção de Enciclopédia BARSA e 48 dicionários em diversos idiomas. Tornou-se assim um cidadão do mundo, tudólogo e poliglota, colecionando especialmente adjetivos raros, que usa sem parcimônia. Quando era guri pequeno, já com mais de 1m80cm e uma barba que precisava ser raspada duas vezes ao dia para que não tropessasse, laçou um avião de pequeno porte que sobrevoava Bagé e acabou no Rio de Janeiro, onde se afeiçoou da praia e da pilcha reveladora das moças. Desde então fundou 78 CTGs e assou mais de duas mil cabeças de gado, promovendo o Grêmio e o Rio Grande. Seus hobbies incluem taxidermia de jornalistas isentos vermelhos, conversar longamente com senhoras idosas em elevadores e ir à praia completamente pilchado. Volódia confessa que seus dois maiores desejos são ver o Grêmio Bicampeão Mundial e conseguir falar sem parar em um microfone por 25 horas em um dia de 24.

Pontos Fortes: Consegue falar palavrões em 11 idiomas (especialmente para a IVI) e possui o senso de humor de um elefante africano que levou uma tamancada nos bagos.

Pontos Fracos: Seu poder de síntese acompanha o ano solar do planeta Netuno e possui a voz esganiçada de um elefante africano que levou uma tamancada nos bagos.

Fale com Volódia no email volodia@hospiciotricolor.com.br e através do Twitter @voldia3 (ou se estiver de bobeira na Tijuca, basta procurar o CTG local)

Volódia é um personagem de Flávio (todos os direitos reservados)