O GRAMADO E A VERGONHA DO LUCÃO

Buenas, tricolores.

Semana tumultuada, ein?

Grêmio se reapresentou para a mini pré-temporada no melhor estilo europeu do Vila Ventura. Algumas novidades, como a chegada do Verme Cinzento – digo, David Braz – e a subida dos três guris promissores para o grupo principal.

Como estamos nessa fase sem jogos, o que mais acontece é a proliferação daquelas notícias que nem são grande coisa, mas querem transformar num baita bafafá. A paciência se faz necessária, muito necessária… voltaremos a ter jogo valendo mesmo do nosso Grêmio só em 10 de julho. Acalmem os corações. Por enquanto é Copa América.

Copa América? Se falou em Copa América então tem que mencionar o péssimo gramado da Arena. Péssimo mesmo. Terrível. Algo precisa ser feito… dá pra plantar batata ali, cenoura, salsa, cebolinha… Opa. Falei Cebolinha?

Tem gremista chateado com a corneta do gramado. Mas convenhamos, é uma vergonha mesmo, né. É o nome do nosso Grêmio ali, não tem como desvincular.

Não adianta vir a direção dizer que o Grêmio não é responsável pelo gramado. Não me serve. A vergonha é a mesma. Ou não?

Vejamos. Vou contar pra vocês a história do Lucão.

O Lucão era um amigo de uns amigos meus. Cara muito doido. Eu considerava assim mesmo: “o Lucão é muito doido!”. Era consenso entre a galera. 

Ele tinha um estilo diferenciado. Usava as calças muito baixas. Suas cuecas sempre estavam à mostra, e isso, importante ressaltar, numa época que não era moda. Era só o Lucão que fazia isso mesmo.

Certa vez um amigo nosso, curioso e intrigado com o modo de se vestir do Lucão, resolveu perguntar: 

“Ô Lucão, tu tá sempre com a cueca aparecendo. Tu não tem vergonha?”

O Lucão respondeu de bate-pronto:

“Cara, essa cueca nem é minha. Como é que eu vou ter vergonha?”

A galera não se aguentou e caiu na gargalhada.

Mas a lição do Lucão ficou marcada na minha cabeça.

E aí, é vergonha ou não é? Afeta a imagem? O Lucão tem razão?

Fica a pergunta.

É o Grêmio e não adianta.

Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: