O FURO SEMPRE FOI DO HOSPÍCIO: RENATO FICA!

CHUPAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!

Na várzea há um ditado: ‘o jogo só acaba quando termina’. Nada mais simbólico do que recordar essa frase quando assistimos jogos do Novelettão. E assim lembrar que quando o Grêmio esteve momentaneamente na lanterna, sendo representado por um grupo de transição, desceram a lenha nos meninos e no “planejamento” do Clube que em 16 de dezembro de 2017 estava disputando uma final de Mundial contra uma Seleção da ONU. De lá para cá, o Renato “Mito” Portaluppi disse que uma vaga dentre os classificados seria do Tricolor.

O resto da história foi contada com muita bravura e mostrando quem é o melhor time em atividade no futebol brasileiro, na América do Sul e atualmente o segundo melhor do Planeta. O Grêmio tem a melhor campanha no torneio estadual, mais vitórias, melhor defesa, ataque mais positivo, goleadas, desfiles em campo, blábláblá e um minuto de silêncio, shhhhhhhhhhh, para o Inter que está morto… Apenas respeitem! Em dois jogos, 7 a 0 na pu***ha do SCI. E como é engraçado rir da cara do ex-goleiro aquele, eterno freguês.

Alguns pontos a salientar nestes dois meses:
– Criticaram a contratação do Alisson, porque ele não sabia chutar. Lembram do Pedro Rocha? Pois é. Viram o golaço na final? E quantos mais ele fez? Quem tem treinador, tem tudo. Se ele não sabia finalizar lá em Minas Gerais, no Rio Grande do Sul é outra história.

– O Mestre dos Magos disse, depois do Bi da Recopa, que buscaria o Gauchão. Muitos duvidaram, ironizaram, criticaram, blábláblá e Romildo Bolzan levanta mais uma taça (mesmo que essa com importância pequena, mas para ele de grande significado. Ele quis, Renato foi lá e deu para ele).

– Léo Moura, quase 85 anos de carreira, chegou com desconfianças, fez o primeiro gol da conquista da Libertadores 2017 e neste domingo (08) marcou como centroavante o último tento do Regional.

E assim vamos, apenas para finalizar, a expectativa por uma coletiva durante cinco dias, teses e mais teses, assuntos e mais assuntos, barrigadas e mais barrigadas, mentiras e mais mentiras, até que o comandante chega e se pronuncia:

“Meu grupo está de parabéns, a nossa torcida está de parabéns, o grupo é FODA. Em reconhecimento de todo o trabalho do presidente, da diretoria, por essa torcida, EU VOU FICAR. Agradeço o convite do Flamengo, tenho sonho de treinar lá, mas hoje estou no Grêmio, muito bem e muito obrigado a todos”.

Que venha o Tri do Brasileiro, ou o Tetra da Libertadores, ou o Hexa da Copa do Brasil, ou tudo isso junto e reunido!

CHUPAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: