O dia da Libertadores

Poucas coisas são mais fáceis que falar do Grêmio depois de uma vitória. O mundo parece um lugar mais alegre e leve, os pássaros parecem cantar mais afinados, o ar parece mais puro… tudo fica mais alegre.

Ainda mais como foi. O time reserva colocando o coitado do São José na roda. Aliás, registre-se: o São José jogou futebol, não seguiu a tradição texana de apatifar o jogo e começar a dar bordoadas, para o juiz deixar tudo rolar e amarelar quem reclamasse das patifarias deles. Mas, voltando ao time, os meninos gremistas souberam jogar, souberam cansar o nobre time  do Passo da Areia. E ainda por cima teve azar, quando o lado esquerdo da defesa vazou, no início do segundo tempo, o atacante deu um chute que bateu no travessão.

Muitos destaques. Jean Pierre, mostrando que temos reserva para Luan. Darlan, estreando com uma classe de veterano. E, surpresa surpresa, André. Duas assistências e um gol. Terá sido a estreia dele? Terá ele se acostumado com o estilo gremista de jogar? Se positivo é uma ótima notícia. Ano passado ele não encaixou no time. Talvez por ter vindo do Sport, aonde tudo girava em torno dele. Ainda teve azar, durante a Copa, que na prática haveria uma pré temporada, a Arena tinha virado um estaleiro de jogadores machucados, o que impediu ele de treinar a mecânica do time. O que aparentemente aconteceu nessa virada de ano, aonde Marinho também teve tempo de entender como o time funcionava e aonde ele se encaixava. Se esse fato se confirmar… André é um belo dum reforço para o time.

Hoje tem jogo de Libertadores. Como bem sabemos não tem time fácil por lá. Vai ser um jogo nervoso, esperamos, até fazermos o primeiro gol, quando tudo DEVE facilitar. Mas tem que jogar, tem que confirmar as ótimas impressões que tivemos do time até agora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: