MONTANHA RUSSA

Torcer para o Grêmio é uma montanha russa de emoções. Num jogo você vê o time interessado, jogando com raiva… noutra o time parece não querer nada com nada. Isso quase de jogo a jogo. É como se existisse a tal da chave de ligar e desligar, que se liga nos jogos de copas e se desliga nos campeonatos.

O jogo de sábado nem foi dos piores. O time tomou um gol bobo no início, ficou o resto do jogo tentando furar a retranca felipista, que transformou o jogo do Brasileiro num Gauchão dos anos setenta, e empatou quase nos descontos, com um balaço lotérico, acertado por David Brás. Que eu disse que PODERIA se tornar um Baresi sulista CASO virasse líbero ou terceiro volante. Tem esse potencial, e está se tornando um artilheiro aos poucos. Marcou mais gols que um certo anão de voz fina muito elogiado pela imprensa isenta daqui. Fora isso… foi aquele time desentrosado e desmotivado de sempre. Fica até a sugestão da nossa querida doutora, de dar preferência para escalar os guris que querem mostrar serviço. Os reservas imediatos parecem aqueles burocratas de repartição pública.

Falando nisso… parabéns ao jurídico colorado, deu uma surra no Gremista. Os advogados azuis foram elogiados ao evitarem a convocação de Cebolinha e Kanneman. Já os vermelhos… evitaram as convocações dos craques indiscutíveis Lomba, Zeca, Cuesta, Molejo, Charles, Nonato, Dalessandro, Harry Potter e Nico Lopes. Seleções brasileira, uruguaia e argentina. Só não contavam com a má vontade do Peru, que jogou duro, se colocou na mesa e cravou que não libera, que vai impor a sua decisão e não adianta puxar o saco. O próprio jogador pediu prá ser liberado, vejam só. Se o time fosse galo mesmo encarava o Peru, não deixava o jogador ir e puxava briga com a FIFA… aliás, fica a recomendação. Os colorados sempre dizem que são galos, agem como se não houvesse punição para os seus atos… provem isso e façam como eu sugiro, dêem as costas para o Peru.

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: