MAIS UMA PUNIÇÃO!!!

Como querer promover justiça gerando o sentimento de injustiça? De revolta?

Como promover justiça quando salta aos olhos o desequilíbrio? Ou promover justiça punindo igualmente tentativa de homicídio, apedrejamentos em estádio, roubos de fuzis, brigas generalizadas e depredações constantes, confrontos contra torcidas adversárias (como em Pelotas) de um lado, com sinalizadores ou desvios de conduta do outro? De um bumbo e uma faixa? Última briga no entorno da Arena foi em Out 2016. Há evolução no comportamento e ainda há problemas, muitos, lógico, mas se tem buscado evolução. E nada comparado a gravidade que se vê por aí bem próximo e em outros estados.

Uma medida que deve ser educativa não pode nunca ser abusiva ou punitiva além do limite ou perde seu efeito. E é aí que reside o problema: a sensação de que limites foram ultrapassados. O que acaba parecendo é que pouco importa ao MP e Jecrim o controle do ambiente haja vista a sanha punitiva para um lado. A justiça se faz não somente pela aplicação da letra fria da lei, mas pelo bom senso, que tem faltado ao MP. Inaceitável.

O importante deixa de ser aparentemente a evolução do ambiente no estádio para ficar numa agenda pessoal e que beira teimosia e revanchismo. Está demais. As vésperas de algum jogo importante, juiz que dá entrevista já com aparente pré julgamento, etc. Estão colocando clube e torcida num brete, num “corner”. E quando alguém fica encurralado, uma reação é natural. O acúmulo de punições (algumas que ficam parecendo premeditadas, logo na semana semana de um Grenal) serve de provocação até que se reaja, dentro dos trâmites legais como o clube buscará, ou espontaneamente por parte da torcida, revoltada com abusos, que acaba culminando em nova transgressão e piorando a situação. Talvez seja mesmo provocação. E o MP voltará e apontará o dedo punitivo para uma situação que ele mesmo provocou esticando a corda. De se pensar.

A justiça que deveria promover o equilíbrio encontra-se desequilibrada e nestes termos é incapaz de se fazer justa. MP e Jecrim erram a mão e viram o fio. Está demais. Que o Grêmio não se curve. Basta!!! Que se conteste até a última instância quaisquer medidas abusivas.

 

Saudações tricolores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.