Lembrem de Baltazar

Se eu disser que estou feliz com o resultado do Grenal vou mentir. Jogo parelho, truncado, mais chances coloradas que gremistas, defesa fazendo água… foi um pouco frustrante. E, como é comum no reino da FGF, pancadaria liberada, os cavalos colorados podendo abrir a caixa de ferramentas sem serem incomodados pelos nobres juízes.

Se serviu para alguma coisa foi para fazer a torcida parar de pegar no pé de Paulo Vitor. Nosso discreto goleiro sempre está no lugar certo, estava tento atuações discretas no Gauchão… e fez quatro defesas lindas nos últimos jogos. Está se credenciando para ser o camisa ‘1’ gremista por algum tempo, até algum dos nossos garotos estar maduro o suficiente para assumir a vaga. Espero que pare a cornetagem contra ele.

Pelo menos a semana começa melhor que a anterior, aonde estávamos todos tensos com a vaga na Libertadores. Agora está tudo nas nossas mãos de novo. Fácil não vai ser, como nada é fácil pro Grêmio. Mas… não tá morto quem peleia.

No mais, um recado de nossa história para quem (como eu) está furioso com os gols perdidos e cruzamentos desperdiçados pelo time. Lembrem de Baltazar Maria de Morais, nosso centroavante no nosso primeiro título nacional, em 1981. Durante o campeonato ele perdeu um pênalti, e foi cornetado pela furiosa IVI da época. Alguém lembra da resposta dele? Eu lembro, e ela vale prá gente. Deus tá guardando algo melhor prá nós. Que o título gaúcho seja o início desse ‘algo melhor’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: