Estreamos

Estava escalado para o RT após a estreia do Grêmio na Libertadores. O Paulo Egidio, Cavalcante, Ramiro e a Dra Rosalinda estavam nos estúdios Vitório Carlos Piffero e assisti sozinho o jogo. Resolvi assistir comentando no Twitter e me juntei a eles logo após o apito final. A audiência e a interação com os ouvintes foram incríveis.

Tivesse de resumir a partida, diria que: Um time cascudo não pode entrar desligado e levar um gol a 2 minutos numa partida de LA. Apesar do gol cedo, o Grêmio e não se abateu e foi superior. Perdemos oportunidades acima da média e do aceitável o que torna o resultado de empate aquém do desempenho.

O meio não funcionou. Luan bem abaixo (tinha sentido dores lá na Argentina, não sei se tem algum efeito, fato é que não se encontrou em campo). Rômulo não é um desgraçado na minha opinião, mas não encaixou seu futebol no time. Maicon, sobrecarregado, correu muito no 1o tempo e o sistema defensivo ficou exposto. Nossos laterais deram muito espaço aos extremas do Rosario. Fizemos uma marcação a distância, diferente do usual, facilitando para o adversário, tanto que o Rosário conseguia alçar bola na área em profusão. No rebote, a 2ª bola em geral era deles o que mostra esta falta de compactação.

O Rosário inteligentemente povoou e anulou nosso meio campo. Luan não jogando o que sabe, acaba afetando todos a sua volta e aí que Matheus Henrique na do Rômulo seria uma opção melhor pra mecânica de jogo. Nos faltou aproximação e triangulação, características do Matheusinho. O guri vem cavando seu lugar no time titular, entrou e em poucos minutos fez bem mais que o Luan na partida. Eu teria colocado o JP no lugar do Luan já na primeira troca e optado por Matheusinho no lugar do Rômulo, que me pareceu perdido em campo.

Mesmo o Grêmio não jogando aquilo que se sabe que o time pode jogar, tivemos as melhores chances do jogo. Contei 5 chances claras além do gol. Vizeu perdeu pelo menos 3 daquelas ditas imperdíveis. O lado bom é a sua participação, colocação e criação dele no jogo. Tem vezes que a bola não entra, mas ele esteve sempre lá pra conferir. Marinho jogou bem do meio pra frente, faltou a recomposição e auxiliar o Leo Gomes. E apanhou bastante, com a conivência da arbitragem. Everton jogou muito. Passou um filme na minha cabeça quando ele perdeu aquele gol (e pra mim ele perdeu, atacante do calibre dele, na frente do gol tem que fazer, mesmo com todos méritos do goleiro). Não podemos perder tantas chances assim numa partida, em mata-mata então, pode ser decisivo.

Enfim, estreamos. Empate lá na Argentina contra um dos grandes nunca vai ser mal resultado. Mas fica um gostinho que a gente poderia mais. Temos futebol pra isto. Mesmo fazendo uma partida abaixo do nosso potencial dominamos e uma vitória não causaria estranheza. A imprensa na argentina, por outro lado, está exaltando o resultado do Rosario. Somos sim um dos candidatos a ir longe nesta Libertadores.

Empate fora, na estreia de Libertadores e contra time argentino não se pode dizer que foi ruim. Rosario vai tirar pontos dos outros times. Classificação passa por fazermos pontos em casa. Fica o chamamento para a torcida lotar a Arena.

A gente nota que nosso time está num ciclo diferenciado quando vamos à Argentina e voltamos reclamando de um empate conta um dos grandes de lá. E não vou escrever sobre os lances com o Geromel. Nem os argentinos deram bola, Libertadores é um jogo pegado, quem joga sabe como é. Tanto que o Zampredi e Geromel se cumprimentaram numa boa.

#Queremos a Copa

Saudações Tricolores

Um comentário em “Estreamos

  • 8 de março de 2019 em 12:41
    Permalink

    Adianta comentar aqui? Vocês não publicam? Seria uma boa!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: