Espaço para Público em Pé

Falamos sobre aumento da Norte e espaço para público em pé num dos salas. Sobre a nova legislação, a RT 021/18 do Corpo de Bombeiros e alguns tópicos que chamaram atenção. Muita gente questiona sobre a liberação da área no Brio AG. Seguem alguns pontos importantes:
Aparentemente foram seguidos todos requerimentos da norma técnica, como arquibancadas (altura e profundidade), guarda-corpos, limite de população etc.

O que restringe a população em cerca de 5 mil, primeiro é a própria RT 021/18. No Brio AG é a capacidade de vazão do público em situação de emergência. Mesmo a área sendo para público maior (cerca de 7 mil pelo que se pode inferir, aparentemente pelo espaço de cadeiras retirado).
A lei vale para todos (e assim queremos). Então cumpridos os requerimentos técnicos, torna-se legítimo o pleito para um setor com publico em pé. Resta agora cumprir as recomendações de segurança para obter o aval de operação e é aí que o bicho começa a pegar. Uma coisa é o Corpo de Bombeiros verificar o cumprimento das normas técnicas, outra é o aval da BM ao ponto de vista técnico se segurança.

Fica clara e evidente a posição do MP e BM na nota emitida (a segunda aliás, durante o final de semana, numa mostra que o clamor das redes tem força). As condições estão bem claras e seguem um mesmo padrão.
Link da nota do MP👇👇👇

https://t.co/mNAVGHp31D https://t.co/hp3dBuLHPM

Alguns esclarecimentos importantes sobre a nota, por parte do próprio MP. Vale ressaltar que está tudo na nota emitida, basta ler com atenção.
Ressalto que o descumprimento da recomendação pode levar a ação civil e interdição do setor como consequência.

Fica mais evidente neste extrato da nota.

Ao contrário do que alguns canais da IVI propagaram, a BM NÃO concedeu autorização. Ela está condicionada ao uso do setor por todas as organizadas. Ou concentra-se todas no setor ou não há liberação.

Aqui a pá de cal. “Tal tratamento já está em prática há anos na Arena DO GRÊMIO”.
Há precedentes portanto para justificar tal medida. Não foi fácil, teve e tem pontos críticos, mas foi feito. Em nome da isonomia deverá ser assim. É o que diz a nota. #OHospícioEstádeOlho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: