E GANHAMOS DO VASCO

Uma tarde quente, muito quente, abafada e o ambiente no entorno da Arena era dos melhores.

Churrasco desce cedo, cerveja bem gelada (na esplanada vários torcedores evitaram Amstel, em razão da nojeira da Conmebol e com razão). Numa amostra que a torcida está sim com o clube, 22.622 torcedores se fizeram presentes e viram um Grêmio que reafirma algumas posições:

– Maicon e Cícero Juntos não funciona;

– Maicon é um baita jogador e sua liderança é importante ao time e grupo, mas precisa que a estrutura do time o auxilie. Ele é quem cadencia o jogo e comanda as ações em campo, inversões inteligentes, passes de ruptura. Inclusive a parte tática com o Renato, observem. Sem contar sua imposição junto ao time adversário;

– O meio carece de intensidade, precisamos aproveitar a gurizada que está surgindo e dar uma rejuvenescida. O jovem só pegará experiência jogando;

– Leo Moura veio tarde pro Grêmio, pena que já tem 40 anos. No lance do primeiro gol ele parece colocar com a mão a bola na cabeça do Jael, após uma baita jogada sua. Uma aula de como jogar na lateral;

– Jean Pyerre e Matheus Henrique tem muito futuro. As trocas me parecem já ser um indício da utilização destes dois jogadores com maior frequência, oxalá;

– Gostei do Paulo Victor cobrando o buraco no meio de campo deixado pela forma como o time marcava e se postava em campo. Maicon recuava até a zaga para pegar a bola, o que nos deixava com espaços entre as linhas e que era aproveitado pelo vasco ao recuperar a bola;

– Que falta nos faz o Luan;

– Cebolinha ainda está carente de maior ritmo, de recuperar a confiança;

– Obrigado Cruzeiro, pelo Alisson;

– Paulo Miranda é e será muito útil;

– A consistência do meio campo que o Renato busca com os cascudos talvez esteja disponível com os guris. A intensidade e dinâmica passa pelo maior aproveitamento destes;

– 3 pontos importantíssimos, que nos coloca no G4;

– Único time do G6 a vencer na rodada e a vencer 2 partidas consecutivas;

– Saímos novamente atrás num gol aos 12 minutos, apesar de estarmos melhores no início;

Isto tudo, ouvi no Recolhendo os Trapos na Rádio Hospício junto com a entrevista do Renato, saindo da Arena logo após o jogo. É um baita programa, feito com gremistas e para gremistas, com análises inteligentes, com humor e bastante zoeira. Quem não baixou, baixe o app e escute. Vale a pena. É um bate papo de bar sobre o Grêmio e contra a cretinice isenta e o inter.

Saudações tricolores

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: