Diário de um Torcedor

Minha vida como torcedor devia estar doce agora.

Eliminamos o principal rival, demos duas surras neles, estamos na semifinal do 9lettão, um torneio armado pro rival ganhar… como diria Raul Seixas deveríamos estar felizes e contentes… mas isso não vai acontecer, de acordo com a IVI. Falta pouco prá eles nos eliminarem do torneio e decretar o colorado o campeão moral.

Vamos ver: ganhamos bem dois jogos, em um deles fizemos dois gols e ficamos o segundo tempo inteiro tocando a bola e no outro literalmente deu prá ver Renato mandar o time baixar a bola e não humilhar o adversário. Era hora da imprensa dizer que somos melhores e louvar o nosso futebol, né? Não para a IVI. Segundo eles foram dois jogos iguais, ganhos nos detalhes. O tudólogo da IVI da Ipiranga fez mais. Disse na terça feira, depois da segunda vitória, que o Grêmio estava se enganando, e não estava jogando nada desde o final do ano passado. Pois é. Ganhar a Libertadores na Argentina, primeira vez que um time brasileiro faz isso desde o Santos de Pelé, chegar na final do mundial e perder com a cabeça erguida é se enganar. Assim eu quero me enganar por muito tempo.

Na quarta jogamos com o regulamento. Quem tinha que correr era o colorado, deixa eles correrem. O adversário teve três reforços, um com o apito e dois com as bandeiras, que liberaram o pugilato e deixaram pelo menos dois jogadores vermelhos abrirem a caixa de ferramentas e bater mais que piston de Fiat 147 a álcool (roubei do Volódia, há ha ha). Qual o diagnóstico iviano? Surra, baile, redenção… tudo que se recusaram a dizer sobre as duas vitórias anteriores. Nenhum gremista ficou lá feliz com a derrota (é só ouvir o programa número 2 do Hospício prá ver que estávamos cuspindo gafanhotos aqui na sala de TV do hospício), mas… menas, menas… eu vi um jogo que o colorado fez dois gols fortuitos, um de pênalti que um zagueiro abostado agarrou um atacante colorado pelo pescoço na frente do juiz e outro gol de falta numa infração que não existiu. E depois… o colorado não teve chance nenhuma. Grêmio começou a rodar a bola e o colorado a fazer lançamentos do meio de campo, que sempre eram interceptados pelos zagueiros gremistas.

O pós jogo foi divertido. Nosso querido Diogo Pipoca estava inconsolável, lembrando o tempo inteiro que o colorado ‘jogou melhor em quatro dos seis tempos dos jogos’. Queria pouco, prá decretar vitória colorada queria eliminar o gol do futebol e transformar o esporte numa ginástica olímpica, decretando a vitória por pontos do júri. O mesmo Pipoca na rádio ficou horas exaltando os vermelhos, e para encerrar disse que não queria fazer terra arrasada, mas o Grêmio tinha problemas nas laterais, na defesa, no meio e no ataque. Imagina se quisesse bagunçar o time e criar uma crise… provavelmente ia decretar que a terra da Arena devia ser salgada…

Daí chegamos no jogo de ontem… claro que tinham que achar um colorado prá torcer. Descobriram um goleiro da base vermelha, uma revelação de 35 anos, que (como diria Cláudio Cabral) passou direto do juvenil para o veterano. À medida que a hora do jogo chegava o Avenida ia se transformando de desafiante ao título para titular desse jogo, foi lembrado que eles ganharam do Grêmio no turno (‘esquecendo’ que era o time de transição em campo), e vâmu vâmu Avenida… e faiô. Grêmio fez dois gols em dez minutos e botou os caras na roda de bobo. No início do segundo tempo estava a rádio reclamando ‘que o Grêmio não está jogando, o futebol ficou no vestiário’, ‘o Avenida tomou conta do jogo’… adivinha, mais um gol. Grohe só fez uma defesa difícil nos 10 minutos finais.

A última da IVI é torcer para o Brasil de Pelotas. Já descobriram vários repórteres pelotenses, já voltaram a estatística para 1909, já disseram que é o jogo mais importante da história do Xavante… ou seja, já se fardaram. O que deve querer dizer, pelo poder de previsão deles, que o finalista deve ser o São José. Deixa eles virem.

Belarmindo Abdul Alhazared, o árabe louco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: