Capítulo Cinco – Simon Kuper – Os melhores cronistas esportivos e escritores do futebol mundial e porque você deve lê-los

Depois de um longo inverno, uma péssima Copa do Mundo onde Neymar jogou deitado e até alguns momentos constrangedores no Brasileirão, como uma torcida comemorando “liderança durante o almoço”, eis que voltamos aos MELHORES ESCRITORES SOBRE FUTEBOL DO MUNDO para aliviar a barra de nossos leitores!!!!!! (som da torcida do Grêmio comemorando um GOOOOOOLLLLL)
E desta vez apresentamos Simon Kuper, um dos autores de SOCCERNOMICS entre outras jóias. Enjoy!!!!

5. Simon Kuper

Simon Kuper é autor e co-autor de uma grande quantidade de livros de bastante sucesso, incluindo o já mencionado Soccernomics. No “mundico” dos escritores sobre futebol, ele sem dúvida é um dos mais brilhantes. Poucos autores escrevem de forma tão eloquente (atenção “influencers”, significa discursar bem, com sentido e persuasão), no planeta sobre o jogo de futebol. Em uma de suas colunas, que faz parte do livro “Soccer Man”, ele mostra bem sua qualidade. Diz Simon: “Futebol é melhor entendido como uma dança pelo espaço. A equipe que consegue abrir espaços quando ataca, e fechá-los quando defende, geralmente vence”. A habilidade de Kuper para dissecar os elementos do jogo de uma maneira simples e direta, e ainda assim manter uma certa sensibilidade poética, faz que seus textos sejam gostosos de serem lidos. E como Jonathan Wilson (nosso próximo autor), ele não tem medo de se aprofundar, de ser meticuloso na pesquisa. Por isso traz ao seu leitor um contexto amplo e ao mesmo tempo esmiúça o assunto tratado.

“Parece que os torneios de futebol criam este tipo de relações: pessoas se reúnem em bares e salas de estar, um país inteiro subitamente se preocupando com o mesmo evento. Uma Copa do Mundo é este tipo de projeto comum que de outra forma raramente existe nas sociedades modernas.”
― Simon Kuper, Soccernomics

“Enquanto fanático é tido geralmente como uma palavra pejorativa, um fã é alguém que possui raízes em algum lugar.” (nota do tradutor: fã no inglês se refere ao torcedor)
― Simon Kuper, Soccernomics

“Além do esporte, apenas a guerra e a catástrofe podem criar este tipo de unidade nacional.”
― Simon Kuper, Soccernomics

“Futebol não é apenas um pequeno negócio, também é um ruim. Qualquer um que passe algum tempo dentro do futebol logo descobre que assim como petróleo é parte do negócio petrolífero, a estupidez é parte do negócio futebol.”
― Simon Kuper, Soccernomics

“As pessoas estão sempre reclamando de como a cultura americana conquistou o mundo. Na verdade a cultura britânica provavelmente continua a dominante. Esta ilha desbotada de tamanho médio tem mantido uma fixação bizarra na imaginação global. Não são apenas os esportes que os britânicos exportaram. Os seis livros mais vendidos do mundo nos cem anos passados são todos britânicos: quatro Harry Potters, um Ágata Christie e um J.R.R. Tolkien. A banda mais vendida do mundo entre todas é The Beatles. E a liga desportiva com mais impacto global é certamente a Premier League.”
― Simon Kuper, Soccernomics: Why England Loses, Why Spain, Germany, and Brazil Win, and Why the U.S., Japan, Australia—and Even Iraq—Are Destined to Become the Kings of the World’s Most Popular Sport

“Você não precisa ser encantador para ser um torcedor entre outros torcedores.”
― Simon Kuper, Soccernomics

“O clube não é um negócio. É uma democracia populista.”
― Simon Kuper, Soccernomics

“O analista financeiro finlandês Matias Möttölä calcula que em termos de receita, o Real Madrid calculates that in terms of revenue, Real Madrid continua a ser apenas a 120a. maior empresa da Finlândia (um país com população de apenas 5,4 milhões de habitantes, ou mais ou menos o mesmo que Minnesota).”
― Simon Kuper, Soccernomics: Why England Loses, Why Spain, Germany, and Brazil Win, and Why the U.S., Japan, Australia—and Even Iraq—Are Destined to Become the Kings of the World’s Most Popular Sport

“A teoria ‘sabedoria das multidões’ diz que se você juntar muitas opiniões diferentes de um grupo diverso de pessoas, você tem muito mais chance de chegar à uma melhor conclusão do que se apenas ouvir um especialista. A sabedoria das multidões falha quando os componentes da multidão não são suficientemente diversos.”

― Simon Kuper, Soccernomics: Why England Loses, Why Spain, Germany, and Brazil Win, and Why the U.S., Japan, Australia—and Even Iraq—Are Destined to Become the Kings of the World’s Most Popular Sport

“É uma das histórias eternas sobre o futebol que são contadas: quando o Brasil é derrubado da Copa do Mundo, brasileiros saltam das janelas dos apartamentos. Pode acontecer mesmo quando o Brasil vence. Um escritor na Copa do Mundo da Suécia em 1958 afirma ter visto um torcedor brasileiro se matar ‘de pura alegria’ depois da vitória de seu time na final. Janet Lever conta esta história em Soccer Madness, seu revelador estudo da cultura brasileira de futebol do longínquo ano de 1983, quando ninguém (e certamente não cientistas sociais americanas mulheres), escreviam livros sobre futebol. Lever continua: Claro, brasileiros não são os únicos torcedores a se matarem por seus times. Na Copa do Mundo de 1966, um Alemão se deu um tiro quando sua televisão estragou durante a final entre seu time e a Inglaterra. Nem os americanos escapam de finais bizarros. Um caso bastante citado é o do homem de Denver que escreveu uma nota de suicídio – “Eu tenho sido torcedor do Broncos desde que o Broncos foi criado e não posso aguentar mais suas trapalhadas.” – e então atirou em si.

― Simon Kuper, Soccernomics: Why England Loses, Why Spain, Germany, and Brazil Win, and Why the U.S., Japan, Australia—and Even Iraq—Are Destined to Become the Kings of the World’s Most Popular Sport

“O Arsenal não tem sido um grande clube de futebol ultimamente, mas tem sido um bom negócio. Isto é como um clube de futebol negócio é gerido: preços altos de ingresso, pouco desejo de vencer taças e lucro respeitável. Se FFP (Fair Play Financeiro da FIFA) ganhar força, e outros grandes clubes acabarem sendo geridos como o Arsenal ao invés de como é gerido o Chelsea do Abramovich, então nós prevemos:
– Uma diminuição nos salários dos jogadores;
– Uma diminuição das tarifas de transferência, o que vai significar menos dinheiro saindo dos grandes clubes para os demais;
– Um aumento dos lucros dos clubes, o que significará mais dinheiro sendo retirado do jogo por pessoas como os Glazers (dono do Manchester United).”
― Simon Kuper, Soccernomics: Why England Loses, Why Spain, Germany, and Brazil Win, and Why the U.S., Japan, Australia—and Even Iraq—Are Destined to Become the Kings of the World’s Most Popular Sport

“Você é levado face à face com a grande pergunta sobre o treinador de futebol: Ele realmente importa? Acontece que treinadores ou “managers” (chame como quiser), simplesmente não fazem tanta diferença.”
― Simon Kuper, Soccernomics: Why England Loses, Why Spain, Germany, and Brazil Win, and Why the U.S., Japan, Australia—and Even Iraq—Are Destined to Become the Kings of the World’s Most Popular Sport

“Um clube como o Bayern Munich, que evita dívidas, está de fato deixando passar uma vantagem. Bayern poderia facilmente pegar emprestado algumas centenas de milhões de dólares e se fazer invencível contra qualquer oposição humana no longo prazo.”
― Simon Kuper, Soccernomics: Why England Loses, Why Spain, Germany, and Brazil Win, and Why the U.S., Japan, Australia—and Even Iraq—Are Destined to Become the Kings of the World’s Most Popular Sport

“Mas há pouco mais que a maioria dos treinadores possa fazer para forçar seus times acima na tabela. Afinal, jogadores importam muito mais. Como Johan Cruijff disse quando era treinador do Barcelona, ‘Se seus jogadores são melhores que seus oponentes, 90 porcento do tempo você vai vencer’. Não pode haver muitos negócios onde um gestor diria a mesma frase extravagante. O CEO da GM não diz que a arte da boa gestão é simplesmente contratar os melhores projetistas e designers.”
― Simon Kuper, Soccernomics: Why England Loses, Why Spain, Germany, and Brazil Win, and Why the U.S., Japan, Australia—and Even Iraq—Are Destined to Become the Kings of the World’s Most Popular Sport

“Empreendedores que mergulham no futebol continuam cometendo os mesmos erros. Eles compram clubes prometendo que administrarão ‘como um negócio’ e desaparecem poucas temporadas depois envoltos no mesmo escárnio público que os proprietários anteriores.”
― Simon Kuper, Soccernomics: Why England Loses, Why Spain, Germany, and Brazil Win, and Why the U.S., Japan, Australia—and Even Iraq—Are Destined to Become the Kings of the World’s Most Popular Sport

“Clubes são totalmente voltados à vitória. As seleções nacionais, no entanto, possuem uma função adicional: incorporar a nação.”
― Simon Kuper, Soccernomics: Why England Loses, Why Spain, Germany, and Brazil Win, and Why the U.S., Japan, Australia—and Even Iraq—Are Destined to Become the Kings of the World’s Most Popular Sport

“Porque os clubes de futebol são o único tipo de negócio que tem publicidade diária sem pedir, eles tratam os jornalistas como humildes suplicantes ao invés de publicitários não-pagos das marcas clubísticas. A mídia em geral se vinga sendo má. Isto não é muito inteligente por parte dos clubes, porque quase todos seus torcedores os seguem através da mídia e não indo ao estádio.”
― Simon Kuper, Soccernomics: Why England Loses, Why Spain, Germany, and Brazil Win, and Why the U.S., Japan, Australia—and Even Iraq—Are Destined to Become the Kings of the World’s Most Popular Sport

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: