Acaso, coincidência, destino?! Tanto faz! Agora é hora de APOIO TOTAL!

Dizem que a única certeza da vida é a morte.

Pois eu diria que, além da morte, a outra certeza da vida é que a Copa do Brasil adora um time que veste AZUL. Juntos, Grêmio (1989, 1994, 1997, 2001, 2016) e Cruzeiro (1993, 1996, 2000, 2003, 2017, 2018) já somam 11 títulos. E ainda podemos colocar neste pelotão AZUL o Santo André, com 1 título (2004). Ou seja, em D-O-Z-E oportunidades das TRINTA edições, um time em que o AZUL predomina no seu manto, levantou a Copa. De 1989 até 2018, 40% da Copa do Brasil é AZUL.

E das certezas da vida, vamos para as possibilidades, ou melhor, para a teoria mística dos fatos…

O Grêmio foi o primeiro Campeão, Bicampeão, Tricampeão, Tetracampeão e Pentacampeão da CB. O Cruzeiro não foi o segundo campeão, mas foi o segundo Bicampeão, Tricampeão, Tetracampeão e Pentacampeão. É a primeira vez que um clube, que não é o Grêmio, se isola no ranking de títulos da competição. Aí vocês me perguntam: E o que tem de bom nisso?

1º) foi preciso 30 anos para que algum outro clube conseguisse se isolar na liderança – e ainda há quem duvide da Tradição Tricolor;

2º) Seguindo a teoria do “Replay dos Anos 90 do Grêmio”:  em 1996, ano do Bicampeonato Brasileiro do Tricolor, o Cruzeiro conquistou o Bicampeonato da Copa do Brasil (e em 2018 também é um Bicampeonato de certa forma – 2017/2018). Logo, para quem largou a toalha do Brasileirão… #FicaDica;

3° e último) Conquistas de 2017 podem estar se repetindo em 2018: Real Madrid ganhou a UCL, Cruzeiro a CB e o Grêmio ainda pode repetir o feito na LA.

Ah Dra Rosalinda, mas se o “Replay dos Anos 90 do Grêmio” realmente acontecer o River vai ganhar a Libertadores (repetindo 1996)!!!!

Pois bem querido leitor, isso também é uma possibilidade. Mas a mística não é uma regra, muito menos uma regra absoluta. Ela é criada para nos encher de fé e esperança. Ontem, o Cruzeiro se tornou o maior vencedor de Copas do Brasil, vencendo duas Copas seguidas. Amanhã, o Grêmio talvez se torne o brasileiro com o maior número de Libertadores da América, vencendo duas Copas seguidas…

Acaso, coincidência, destino?! Tanto faz! O mais importante dessa brincadeira com o passado é nos manter juntos e unidos, sem perder a esperança. O Grêmio nunca conquistou nada sozinho, ele depende do nosso APOIO. Portanto, VAMOS TODOS JUNTOS PARA MAIS UMA SEMIFINAL DE LIBERTADORES DA AMÉRICA!!!!

 

#SóNãoVêQuemNãoQuer

Com carinho, Dra Rosalinda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: