A Primeira a Gente Nunca Esquece

Deixa a terra arrasada prá IVI.

E aconteceu o que ninguém queria… tivemos nossa primeira derrota no Brasileirão. Nossos reservas estavam segurando o empate com o Botafogo no Rio quando a lei do ex se fardou, entrou em campo e viu Gilson, um dos piores laterais esquerdos que vestiu o manto sagrado (o pior dos últimos 10 anos, sem dúvida) acertou um daqueles chutes que os jogadores ruins acertam de 10 em 10 anos. Era um risco, caso algum de nossos contra ataques tivesse sido acertado poderíamos ter ganhado o jogo.

Claro que não achei lá muita graça…se a equipe de bocha do Grêmio entrar em campo eu vou querer uma vitória.  Mas… qual a alternativa? Entrar com os titulares e arriscar a quebrar algum de nosso melhores jogadores(como aliás aconteceu com o Curingans domingo)? Até aparecer um calendário decente vai ser isso mesmo. Alguém reclamou dos títulos do ano passado e de 2016, quando o time reserva quase nos matou do coração várias vezes? A direção merece crédito. Deixa a terra arrasada prá IVI.

Mas, para não dizer que só falei de flores… esse time reserva está escancarando algumas verdades. Sempre serei grato a Marcelo Oliveira, foi um belo capitão, é um baita dum cara. (quem duvidar procure o vídeo de bastidores do Grenal do Trator, quando ele pede a palavra e inflama os jogadores com seu discurso). Mas o lado dele da defesa é sempre uma festa no seu rádio. Quando a cobertura naquele lado é feita pelo esforçado e também grande cara Bressan então… nooosssa… para testar o coração dos torcedores cardíacos. Por sorte sempre ouço a direção falar que quer contratar para a posição dos dois. Para os jogos com os reservas tudo bem, mas imagina se um dos titulares se machuca e eles assumem a posição…

Por isso… calma… como diria George Constanza, Serenity Now…

Aliás, falando em IVI… esse final de semana tivemos uma rara confissão de culpa. Nosso querido Sablé Plissé desabafou que a imprensa não consegue mais criar crises no Grêmio. Não que ele não tente. Está, com seus coleguinhas, sempre tentando inventar alguma coisa. Terça feira queria uma por causa de uma discussão entre Luan e Jael sobre quem ia bater um pênalti. Fez de conta que não viu os dois se abraçando depois do gol. E assim vai. Deixa eles. Como dizia o poeta Quintana, eles passarão, eu passarinho. Um abraço… e amanhã tem Libertadores!!!! Libertadores é o que interessa, o resto não tem pressa… ié ié…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.