A Flauta institucionalizada

Melhor se acostumar.

Incrivelmente após a publicação de uma foto comemorativa da conquista do Gauchão pelo time que esteve na lanterna, aparecem “isentos” na imprensa para recriminar a flauta. E encontram ecos vindos do além, ali do purgatório, pedindo clemência, para aliviarmos a flauta por que já está ficando pesado.

Sim, vivi para ver colorados pedirem arrego com a flauta. Agüentamos 15 anos no osso do peito e agora os bebezões acham que já está demais, que é falta de respeito, que melhor faria o Grêmio em esquecer o inter. Mas esquecer por quê? Agora que chafurdam na lama criada pela soberba e rastejam lambendo suas feridas? Nem pensar. Que agüentem ou bebam leite. Existem alguns tipos de colorado, mas tem 3 que estão em evidência com a flauta pegando:
– Até 25 anos, que achava que o inter era o de 2006/10 e está atordoado com a situação do seu time e vendo o Grêmio novamente numa fase esplendorosa sem entender bulhufas, sem chão;
– De 25 a 55 anos, que viveu os anos 80 e 90 e está literalmente apavorado com o retorno da excelente fase do Grêmio. Ainda têm as marcas no lombo e a atual fase está reabrindo antigas cicatrizes, latejando e causando pânico;
– Com mais de 55, que diz já ter abandonado o futebol, que não segue mais pois o futebol fanatiza e emburrece. Mas chora escondido no chuveiro.

Está divertido com a coloradagem acusando uma atrás da outra. Fizeram misérias durante anos. Nunca aliviaram. O inter institucionalizou a flauta: Ou esquecemos da cópia da camisa do Ajax? Do Carvalho cantando “Grêmio, pode esperar, a tua hora vai chegar” quando assumiu? Ou a sua carta aberta na imprensa comparando Barcelona x Espanyol com a dupla Grenal (lógico que o inter era o Barcelona)? Ou Luigi desdenhando o Hamburgo na inauguração da Arena? “Time de operários”… Pra depois convidar o time de ferroviários (na origem) do Peñarol para inaugurar a reforma do Brio AG? Ou a flauta do estádio de aluguel? Ou a arrogância do Píffero com “time grande não cai”. “Série B não cabe no Beira Rio”? Ou recentemente o Medeiros com “mostramos como se derruba um poderoso espanhol sem precisar acabar com o planeta”? Ou a canalhice do pôster com William logo após quebrar a mandíbula do Bolaños numa chamada para o jogo dando foco no cotovelo e “estamos sempre contigo”, a valsa do Sasha, os TTs da conta oficial do inter, o caixão azul empunhado por Dalesandro nas comemorações…?

Onde andava esta patrulha da imprensa então, que agora acha ruim a flauta? Os mesmos que alegam não lembrar de flautas institucionalizadas do inter (como? Memória seletiva agora?), ou os que pregavam que flauta era algo natural do futebol, que era preciso entender que uma hora a flauta vira?
Pois bem, virou. Engole o choro e agüenta. Nosso estoque recém começou e nossa boa fase vai longe. Melhor se acostumar.

Saudações tricolores

3 comentários em “A Flauta institucionalizada

  • 10 de abril de 2018 em 14:13
    Permalink

    Hj a IVI está em desespero.
    Diogo Mainardi chorando pela corneta.
    Jabba vendendo Everton no meio do ano e já planejando a saída do Reinato e do Mestre Romildo.
    É uma comédia!!!

    Resposta
  • 10 de abril de 2018 em 15:37
    Permalink

    Quem bate nao lembra, quem apanha nao esquece. Enquanto que por anos e anos a instituição SCI debochou de nós pelos seus canais oficiais, assim como o anão garnise levantava caixaozinho, fazia binóculos entre outras zombarias a Imprensa, hj, tao zelosa e preocupada com a “violência” nao estava preocupada em outrora. Quem.nao.lembra da foto dentro do estádio deles com um boneco vestido de debutante fazendo alusão aos “15 anos de jejum”?? So que ai nao tinha problemas, nao é seu Mauricio Saraiva, não e seu Diogo Olivie!!????
    Hopocresia para oa senhores é mato!!!!
    Eu lamento profundamente nao termos algum jornalista representante gremista que refresque a memoria desses pseudos Isentos.

    Bateram bastante qdo puderam, agora aguentem o tranco pq vem mais galhofas por ai. Engole p chororô.

    Resposta
  • 12 de abril de 2018 em 09:02
    Permalink

    Excelente texto! Os bolorados não receberam um décimo da provocação nos 15 anos sem título. Agora aguentem! Tudo indica que a excelente fase do Grêmio não vai acabar tão cedo! Aliás, como mencionado no texto, tal fase está apenas começando. Assim como a devolução da corneta.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: